Sorriso sempre branco | SAPO Lifestyle

0
37
  1. Qual a receita para manter um sorriso sempre branco?

A higiene é o grande segredo para manter um sorriso sempre branco, uma dentição saudável ou prolongar a longevidade de um tratamento ou reabilitação oral. Como mínimo, deve-se escovar os dentes 2 vezes por dia, de manhã e ao deitar (nunca se deve dormir com os dentes sujos), utilizando uma técnica de escovagem correta, que escove não só as superfícies dentárias, mas também as gengivas e o sulco gengival que faz a transição entre os dentes e as gengivas. No entanto, por melhor que se escove os dentes, não se consegue escovar os espaços interdentários, pelo que é imprescindível a higienização destas zonas utilizando o fio dentário, escovilhões ou jatos de água sob pressão.

É extremamente importante também que se visite regularmente o dentista, mesmo que seja apenas por rotina. Isto contribui para manter os dentes brancos e limpos, bem como permite detetar algum problema numa fase inicial, altura em que é facilmente resolúvel.

  1. Que produtos ou alimentos devemos evitar?

Essencialmente devem-se evitar ingerir alimentos com elevado teor de açúcar, pois são os que mais contribuem para a génese da cárie dentária. O tabaco é também um elemento que contribui muito negativamente para uma pobre saúde oral e má estética dentária. Por outro lado, o café, vinho tinto e alimentos sólidos ou líquidos com muita pigmentação/corantes, podem manchar significativamente os dentes, mas normalmente são situações resolúveis e que não deixam efeitos permanentes.

  1. Como é que as pessoas sabem que precisam de um branqueamento?

Se uma pessoa não estiver satisfeita com o aspeto dos seus dentes e achar que estes são um pouco escuros, normalmente o branqueamento dentário é a opção lógica a seguir.

  1. Que tipo de branqueamentos existem?

Genericamente, são duas as formas mais utilizadas de Branqueamento Dentário. O Branqueamento realizado em clínica, normalmente potenciado por luz, vulgarmente designado por branqueamento a laser, consiste na aplicação de um gel diretamente nas superfícies dentárias visíveis, por um período de 20 a 40 minutos. É necessário uma preparação prévia dos dentes e das gengivas para receber o produto de branqueamento dentário. O segundo tipo é o Branqueamento em ambulatório, o branqueamento de fazer em casa, através da utilização de umas moldeiras individuais de silicone feitas em vácuo a partir de uns moldes da boca do paciente. É nestas moldeiras, que têm uma adaptação precisa aos dentes do paciente, que será colocado o gel de branqueamento. Ao colocar-se a moldeira com o gel na boca, este irá espalhar-se e contactar com a superfície externa dos dentes, dando início ao branqueamento. As moldeiras com gel deverão ser utilizadas por um período mínimo de 1H, podendo ainda manter-se por 3 a 4 horas ou até durante toda a noite enquanto dormimos, dependendo da concentração do produto utilizado e dos resultados que se pretende obter. Normalmente este tipo de Branqueamento Dentário é realizado durante vários dias, consecutivos ou não, até o paciente ficar satisfeito com o aclaramento obtido. Cada vez que se coloca a moldeira com o gel pelo período definido, os dentes irão branquear mais um pouco.

  1. O branqueamento é definitivo ou tem de ser repetido?

Para melhores resultados, no período de duração do branqueamento, não se devem ingerir alimentos sólidos ou líquidos que apresentem pigmentos que possam voltar a manchar os dentes (ex: café, vinho tinto, molhos, etc), nem se deve fumar.

Existe tendência para ocorrer algum retrocesso do branqueamento com o tempo, pelo que deve ser realizada uma manutenção periódica do mesmo. Após alguns anos, se não for realizada esta manutenção, pode haver necessidade de repetir o branqueamento.

  1. Existe alguma contra indicação?

O branqueamento dentário pode ser realizado por qualquer pessoa em idade adulta que não apresente patologias ativas que necessitem de tratamento prévio. Não existem outras contraindicações e o único efeito secundário que pode existir, durante o tratamento e variável de pessoa para pessoa, se for utilizada uma técnica correta e produtos seguros, é sensibilidade dentária, que desaparece após a finalização do tratamento.

Compartilhar
Artigo anteriorSorriso perfeito | SAPO Lifestyle
Próximo artigoSorrisos, biquínis e coroas: a história do concurso Miss Universo

Deixe uma resposta