Teste do Olhinho

    0
    79

    O que é o teste do olhinho?

    É um exame bem simples e indolor que deve ser realizado em todos os recém-nascidos assim como o teste da orelhinha e o do pezinho. O exame consiste em uma avaliação das estruturas oculares de forma a verificar o possível desenvolvimento de patologias que pudessem afetar a visão do bebê.

    Para tanto o médico ilumina com uma luzinha o olho do recém-nascido e espera que um reflexo vermelho seja formado. Isto significa que o eixo óptico está livre e que as estruturas estão ok. O teste é rápido indolor e muito simples devendo ser realizado ainda na primeira semana de vida e periodicamente de acordo com a recomendação médica.

    Não deixe de submeter o seu bebê a todos os exames neonatais necessários. Eles são importantíssimos pois uma série de possíveis patologias podem ser precocemente detectadas através deles. A grande maioria das doenças tem um prognóstico positivo nestas situações.

    Quando e em quem deve ser feito?

    O teste do olhinho ou teste do reflexo vermelho deve ser realizado logo na primeira semana de vida do recém-nascido. O ideal é que ele seja feito antes de ter alta da maternidade possibilitando com isto que possíveis patologias detectadas já comecem a ser tratadas.

    Pergunte ao seu médico se o teste foi realizado antes de ir embora do hospital caso contrário não deixe de fazê-lo. O teste deve ser refeito periodicamente e sempre que o bebê for passar em consulta de acordo com a recomendação do pediatra. Importante destacar que ele é obrigatório em casos de nascimento prematuro devido ao grande risco de uma retinopatia de prematuridade o principal fator que leva à cegueira infantil no Brasil e na América Latina.

    Como funciona?

    O exame é simples indolor e consiste na avaliação das estruturas oculares do recém-nascido. Quando o bebê nasce ele ainda não sabe ver da forma como vemos e para aprender ele precisa das condições ideais em suas estruturas oculares. Qualquer alteração nelas pode levar a uma obstrução no eixo visual e provocar um glaucoma uma catarata e outras condições. A identificação precoce de uma alteração pode resolver o problema ou ao menos diminuir transtornos futuros.teste do olhinho

    Para verificar se existem alterações o médico aponta um feixe de luz para o olho do bebê. Espera-se com isto algo semelhante ao que ocorre com os olhos vermelhos em fotografias. Isto é que o feixe de luz entre e saia pela pupila sem encontrar nenhum obstáculo deixando-a com a cor vermelha. Algumas doenças não permitem que o reflexo vermelho se forme ou ainda a qualidade deste é bem ruim e a pupila fica com coloração esbranquiçada. Comparar o reflexo vermelho dos dois olhos também é muito importante pois pode levar à identificação de estrabismo por exemplo.

    É obrigatório?

    Não é obrigatória a realização do teste do olhinho no entanto é importantíssimo que todos os recém-nascidos sejam submetidos a ele. Assim como o teste do pezinho e da orelhinha que também são fundamentais para a saúde do bebê o teste do olhinho permite a identificação de uma série de possíveis patologias como a catarata congênita o glaucoma e infecções provenientes do parto por exemplo.

    Desde o ano de 2010 todos os planos de saúde são obrigados a pagar o teste do olhinho. Além disto o exame foi instituído por lei em diferentes estados do Brasil tornando obrigatória a realização em maternidades públicas e privadas. No entanto ainda não são todos os brasileiros que possuem este direito garantido visto que pelo SUS Sistema Único de Saúde o teste está disponível em apenas 50% dos municípios do país.

    Por que fazer?

    O teste do olhinho permite que uma série de patologias sejam detectadas logo após o nascimento do bebê como o glaucoma a catarata congênita e condições decorrentes de infecções no momento do parto por exemplo. Quando estas doenças são detectadas precocemente é possível tratá-las devidamente ou ao menos reduzir o risco de graves sequelas.

    Muitas vezes uma patologia só é descoberta tardiamente em bebês visto que eles não sabem manifestar exatamente o que estão sentindo. O teste do olhinho permite que algumas destas condições sejam precocemente detectadas de forma a afastar transtornos e contornar a situação. Estima-se que mais de 60% das causas da cegueira infantil possam ser detectadas e excluídas nestas condições. Além disto vale a pena destacar que o exame é obrigatório em casos de nascimento prematuro visto que o bebê prematuro possui uma série de vasos no globo ocular que também estão ainda prematuros e portanto mais vulneráveis a possíveis complicações.

    Certifique-se de que seu bebê realizou o teste do olhinho antes de sair da maternidade. Caso contrário o ideal é que ele faça na primeira consulta com o pediatra. O teste deve ser ainda realizado periodicamente e de acordo com a recomendação do médico de forma que o olhinho do bebê esteja sempre protegido.

    LEAVE A REPLY