Tomei a pílula do dia seguinte: posso engravidar?

    0
    62

    O que é a pílula do dia seguinte?

    A pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência que deve ser usado somente em casos de emergência. Em alguns países ela recebe o nome de “plano B” devido ao fato de ser indicada só em últimos casos por exemplo quando o preservativo estoura e a menina não faz uso de pílulas anticoncepcionais. A pílula do dia seguinte é muito utilizada também em casos de estupro para evitar uma gravidez indesejada.

    Não se deve adquirir o hábito de tomar este medicamento constantemente pois ele acaba perdendo a eficácia. Além disto a pílula do dia seguinte possui altas doses de componentes hormonais e provoca reações adversas como alterações no ciclo menstrual diarreia dores de cabeça e náuseas por exemplo.

    Importante destacar também que este medicamento possui contraindicações como no caso de mulheres com distúrbios metabólicos especialmente tromboembolismo venoso e insuficiência hepática. Apesar de poder ser adquirida com facilidade nas farmácias é altamente recomendado que não se faça o uso da pílula do dia seguinte sem ter antes conversado com um profissional.

    Quando tomar?

    Para que ela tenha eficácia é indicado tomar o quanto antes ou seja logo após a relação sexual desprotegida. No entanto a mulher tem até 3 dias ou 72 horas para tomar sendo que a eficácia diminui com o passar do tempo. Por exemplo depois de 24 horas a eficácia já é de cerca de 88% apenas.

    O medicamento pode ser adquirido nas farmácias sem a necessidade de receita e não custa muito caro. Além disto caso a pessoa seja menor de idade não é preciso estar acompanhada dos pais para comprar. Ele pode vir em dose dupla ou única sendo aconselhável esperar pelo menos 12 horas para tomar a segunda dose.

    tabela pilula do dia seguinte

    Como funciona?

    A pílula do dia seguinte não é abortiva. Ela atua especialmente no bloqueio da ovulação dificultando uma possível gravidez. Caso a mulher ou menina ainda não tenha ovulado a pílula atuará no sentido de retardar ou até mesmo de impedir a liberação do óvulo. Sem óvulo não dá para haver fecundação visto que é do encontro do espermatozoide com o óvulo que surge o feto.

    Além disto a pílula do dia seguinte evita a formação do endométrio camada que recobre o útero de forma a receber o óvulo fecundado. Sem endométrio não há gravidez portanto é assim que a pílula ajuda a evitar uma gestação indesejada.

    Tomei a pílula do dia seguinte: posso engravidar?

    Sim ainda assim existe a possibilidade de gravidez. Isto porque a pílula não é tão eficaz como a pílula anticoncepcional tomada todos os dias. A eficácia da pílula do dia seguinte varia dependendo de quando foi tomada e de quantas vezes já foi utilizada.

    Para evitar uma gravidez é importante utilizar métodos contraceptivos tais como preservativo pílula anticoncepcional DIU Mirena entre outros. Conversar com um médico é fundamental para decidir qual método é mais indicado para cada caso.

    Caso não haja a possibilidade de conversar com um médico evite manter relações sexuais. Tomar a pílula do dia seguinte frequentemente é perigoso havendo risco de infarto trombose e derrame além de a eficácia reduzir.

    Sangramentos e cólicas

    Não é preciso ficar assustada caso tenha tomado a pílula do dia seguinte e venha a sentir cólicas e a sofrer com sangramentos. Estes sintomas são relativamente “normais” e geralmente não significam que houve gravidez.pilula do dia seguinte risco de gravidez

    A eficácia da pílula do dia seguinte não tem relação com a presença destes sintomas sendo que algumas mulheres podem apresentar e outras não. Em todos os casos é indicado procurar por um médico depois de tomada a pílula somente para ver se está tudo certo. No entanto não há motivos para grandes preocupações.

    Outras informações

    A pílula do dia seguinte não corta o efeito dos outros anticoncepcionais pelo contrário ela reforça já que atua de certa forma também como um anticonceptivo. Caso a mulher tenha no entanto tomado a pílula do dia seguinte e a menstruação atrase é indicado procurar por um médico passados 15 dias para um exame de diagnostico de gravidez.

    Eventualmente uma mulher grávida que não saiba do fato pode acabar tomando a pílula do dia seguinte. Nestes casos geralmente não há grandes consequências até porque a pílula não possui efeito abortivo. Ainda assim é recomendado procurar por um médico depois de ela ser utilizada.

    Mulheres que estejam amamentando não devem fazer uso da pílula do dia seguinte visto que as chances de haver nova gravidez neste período são bem pequenas e pode haver interrupção na produção de leite.

    Por fim após tomar a pílula do dia seguinte é indicado parar a cartela de pílula atual e esperar vir à menstruação para começar nova cartela. Neste período não faça sexo sem o uso de preservativo pois a pílula não possui efeito cumulativo.

    Deixe uma resposta