Tratamentos anti-rugas | SAPO Lifestyle

0
39

Se tem rugas e não está satisfeita com a sua pele, este artigo é para si.

Porque são cada vez mais as pessoas a procurarem soluções para uma pele com rugas, são também cada vez mais os tratamentos disponíveis.

Para os conhecer em detalhe, fomos falar com especialistas da dermatologia e da cirurgia plástica. Tome nota.

Mesolift

Mais conhecido pela sua aplicação no tratamento da celulite, este tratamento foi recentemente aplicado na revitalização da pele do rosto. Consiste na injecção de uma combinação de substâncias na derme através de finas agulhas ou de uma pistola de mesoterapia. Após uma ou duas sessões a pele ganha um novo brilho e, após três a seis sessões, a estrutura transforma-se a pouco e pouco, as linhas finas e manchas desaparecem.

Injecções de toxina botulínica

Indicado para eliminar as rugas do terço superior do rosto e consiste na injecção de uma substância (toxina botulínica) que paralisa a contracção muscular. Ao não deixar o músculo contrair, o rosto entra em repouso e as rugas de expressão atenuam-se. O efeito do tratamento dura três a seis meses, não requer anestesia e é feito numa sessão única.

Preenchimento com substâncias injectáveis ou filler

Consiste na injecção de substâncias (naturais ou sintéticas) que preenchem as rugas. As naturais resumem-se, basicamente, à gordura humana que é retirada da paciente e, posteriormente, preparada e injectada nos sulcos. O ácido hialurónico é o filler sintético mais utilizado por ser relativamente seguro e não causar alergias de maior gravidade. A desvantagem é que o seu efeito dura apenas dez meses.

Resurfacing ablativo

Realizado com laser de CO2 ou laser erbium:YAG consiste na extracção de camadas sucessivas da pele até ao desaparecimento total ou parcial das rugas, contraindo as fibras elásticas e estimulando a formação de colagénio. Quando a pele volta a formar-se as rugas e as manchas cutâneas desaparecem parcial ou totalmente. No entanto, o processo de homogeneização da pele tratada com a não-tratada demora pelo menos seis meses.

Resurfacing não-ablativo (subresurfacing)

Tratamento de rejuvenescimento facial que, sem danificar a superfície da pele, estimula a formação de novas fibras de colagénio na derme. Pode ser realizado com Luz Intensa Pulsada (LIP), a qual transforma a sua energia luminosa em calor e com luz fria ou LED (Light-Emiting Diodes) uma luz amarela com poder cicatrizante. Basta uma sessão para a pele ficar mais radiosa e lisa, com os poros mais fechados.

Veja na página seguinte: O tratamento que recorre a múltiplos pontos microscópicos aquecidos na pele

Laser fraccionado CO2

Surgiu como alternativa ao resurfacing ablativo prometendo os mesmos resultados, com o mínimo de tempo de recuperação.

Em vez de retirar a pele como um todo o tratamento é feito através de múltiplos pontos microscópicos aquecidos na pele, para estimular a formação de colagénio e elastina, sem danificar os tecidos envolventes.

Requer apenas uma anestesia tópica (em creme) na zona a tratar. A capacidade de regeneração dos tecidos depende do tipo de pele, mas nunca ultrapassa uma semana.

Radiofrequência

Consiste na emissão de uma onda rádio que actua em profundidade, fazendo aquecer os tecidos de sustentação da pele. «Uma acção que permite não só relançar a síntese do colagénio como também modificar as células de gordura, contraindo-as», explica Fernando Guerra. Ao contrair os tecidos, este método é útil para redefinir o contorno do rosto, reduzir parcialmente o duplo queixo e tonificar o pescoço.

Peeling químico

Aplicação de uma substância química no rosto que remove as camadas da pele. Pode ser superficial, médio ou profundo consoante a substância química utilizada e o objectivo pretendido. O peeling superficial é realizado com ácido glicólico e/ou ácido salicílico e está especialmente indicado para o tratamento das cicatrizes superficiais do acne.

Para tratar cicatrizes mais marcadas recorre-se a um peeling médio à base de ácido tricloroacético. O peeling profundo pode ser utilizado para grandes rejuvenescimentos, no entanto, como tem um elevado risco de provocar cicatrizes é mais seguro recorrer ao laser.

Dermoabrasão

Remoção mecânica das camadas superficiais da pele através de um aparelho de alta rotação. «Este tratamento é especialmente indicado para tratar sequelas de acne e as rugas do lábio superior, conseguindo melhores resultados e uma recuperação mais rápida do que com outras técnicas, como o laser e os peelings químicos», comenta Joaquim Seixas Martins, cirurgião plástico.

Lifting cervico-facial

Procedimento cirúrgico que permite tratar a flacidez do rosto e pescoço, esticando a pele e os tecidos subjacentes e removendo o excesso de gordura, se necessário. Para quem apresenta envelhecimento facial suave, principalmente na região dos olhos e na parte superior das maçãs do rosto pode fazer apenas um minilifting. O lifting completo da face, ou facelift, é recomendado para um envelhecimento facial intenso, bochechas caídas e sulcos profundos no rosto e na região do pescoço.

Veja na página seguinte: Como são feitas as incisões

Este procedimento cirúrgico deixa sempre marcas mas geralmente ficam pouco visíveis. «As incisões são feitas em locais o mais dissimulados possíveis porque fica sempre um cicatriz», explica Joaquim Seixas Martins, cirurgião plástico.

Este procedimento pode ser feito isoladamente ou em conjunto com outros «como o lift frontal, indicado para pessoas com testa marcada por muitas rugas de expressão, a cirurgia das pálpebras (ou blefaroplastia), que remove os papos e a pele enrugada e caída desta zona e o lifting cervical, recomendado para pessoas com excesso de gordura ou flacidez na região do pescoço», esclarece ainda este cirurgião plástico.

Implantes faciais

«Estes permitem alterar o contorno facial dando-lhe mais harmonia e equilíbrio, através da modificação das maçãs do rosto, do queixo ou mesmo de toda a mandíbula», refere Joaquim Seixas Martins.

Do mesolift à mesocosmética

Uma parceria entre a Laclinic-Montreux, uma das mais prestigiadas clínicas de medicina estética do mundo, e os laboratórios da marca Helena Rubinstein fez nascer uma fórmula cosmética inovadora que oferece os benefícios de um mesolift, sem agulhas. Após rigorosos estudos de formulação foi possível criar Re-Plasty, uma gama que combina todos os ingredientes utilizados no tratamento em consultório conferindo à pele os benefícios instantâneos de uma mesosolução, através de um cocktail de vitamina C, ácido hialurónico, aminoácidos, cafeína e ácido ferulico.

Os resultados são uma tez luminosa e revitalizada, uma pele mais suave e tonificada. Qualquer mulher que deseje evitar ou adiar ao máximo a cirurgia estética pode assim usar livremente Re-Plasty, em sérum concentrado, creme e gel para contorno de olhos.

Texto: Vanda Oliveira com Andrew Jacomo (cirurgião plástico), Christine Hamori (cirurgiã plástica), Fernando Guerra (dermatologista), Joaquim Seixas Martins (cirurgião plástico), Kenneth Mark (dermatologista) e Marina Peredo (dermatologista)

Compartilhar
Artigo anteriorTratamento inovador indolor faz crescer cabelo
Próximo artigoTratamentos de rosto e de corpo que todas as mulheres de 40 anos devem fazer

Deixe uma resposta