Tratamentos estéticos não invasivos: Quanto tempo duram?

A adequação do tratamento ao processo de envelhecimento e às necessidades individuais de cada paciente é essencial.

Os tratamentos não invasivos permitem uma melhoria progressiva da qualidade da pele, o controlo da perda e volume e o relaxamento da musculatura do rosto. Permitem atenuar ou suavizar o processo de desgaste e envelhecimento do rosto e corpo. E quanto duram?

Peelings químicos

Estimulam o crescimento de uma nova pele, melhoram a textura e aparência do nosso rosto. Os resultados variam com o tipo de peeling.

Peelings profundos e médios podem ter um longevidade de anos enquanto o peeling superficial deve ser renovado várias vezes ao ano.

O peeling químico consiste na aplicação de um exfoliante químico que tem por finalidade provocar uma lesão controlada da epiderme e/ou da derme, removendo as camadas superficiais e melhorando a aparência da pele.

Os principais objetivos são a melhoria da textura e elasticidade da pele, minimizar ou eliminar manchas e cicatrizes (designadamente as cicatrizes de acne).

Toxina Botulínica

A toxina Botulínica é uma proteína natural purificada que relaxa os músculos e quando aplicada devidamente, impede que a contração muscular ao nível da face, seja tão intensa, eliminado o risco de se desenvolverem rugas e sulcos, sobretudo na região frontal e em torno dos olhos.

Depois do estudo cuidado da mimica facial, a aplicação é rápida, praticamente indolor e não deixa marcas . Proporciona o rejuvenescimento facial e diminuição das rugas dinâmicas da face. Os resultados estéticos são obtidos a curto prazo e duram tipicamente entre os 3 a 6 meses.

Preenchimento Dérmico

Os resultados dos “fillers” podem durar meses até vários anos, dependendo do material que foi utilizado. O Ácido hialurónico pode durar entre 6 a 12 meses, os preenchimentos com hidroxiapatita de cálcio podem durar até 18 meses e o ácido polilático pode permanecer no organismo por cerca de 24 meses até ser totalmente degradado pelo organismo.

O Ácido hialurónico é um componente presente naturalmente no nosso organismo e pelas suas propriedades intrínsecas de hidratação, proporciona um aspecto jovem e saudável à pele. Quando, com o envelhecimento este se torna deficitário, começam a surgir os primeiros sinais: rugas e perda de firmeza.

Totalmente biocompatível e seguro, o Ácido Hialurónico é utilizado para aumentar os lábios e tratamento de sulcos, depressões e rugas da face, proporcionando o seu rejuvenescimento. O Ácido Hialurónico induz formação de colagénio, melhorando assim a hidratação, elasticidade e sustentação da pele.

Um artigo da médica Ana Silva Guerra, especialista em Cirurgia Plástica

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Deixe uma resposta