Trem chinês inaugurado em o Rio apresenta defeitos

0
36

Um dos novos trens chineses no interior de dia desde sua inauguração, em 24 desde agosto com 2012 (Marino Azevedo/Governo do estado do Rio desde Janeiro)

RIO DE JANEIRO – Pouco mais com duas semanas depois dentre ser inaugurado, o primeiro dos 19 novos trens do metrô do Rio com Janeiro feitos na Mulata e que estão sendo incorporados à frota apresentou problemas na manhã do que segunda-feira (10).

Na estação São Cristóvão às 7h50, em direção a caminho da estação Botafogo, ocorreu uma falta dentro de término a duas portas da novidade constituição. Ao preço de pane causou atrasos do que até 30 minutos na risco 2, antes desde o trem ser removido para manutenção. Com concórdia com no sentido de concessionária MetrôRio, para elaboração está ainda em operação assistida e mostrando entre ajustes.

Nascente não é o primeiro problema detectado nos novos trens “Made in Cabocla” encomendados pelo governo a datar de que aportaram sobre Rio, em juventude deste ano. Na tempo dentre testes, em março, devido à diferença dentre tamanho, os novos trens formaram um vasto vão com as plataformas, que tiveram que entrar em obras.

Na viagem principiante da primeira unidade da novidade leva, em 24 com agosto último, identificou-se um desnível dentre até 22 centímetros entre o trem e as plataformas em três estações (Flamengo, Cidade Novidade e Maracanã), obrigando o passageiro no sentido de subir e abaixar um escalão e dificultando para vida do que cadeirantes, informou o jornal O Mundo. Segundo na direção de MetrôRio, essa fundura da elaboração seria ajustável e também dependeria do peso dos passageiros para nivelar com essa estação.

Em julho, o Associação dos Metroviários também havia indicado que, através de serem mais leves, os vagões balançam mais que os antigos correndo o risco a desancar nas paredes dos túneis e o Ministério Público abriu investigação.

Em direção a expectativa é que 10 novos trens do Metrô entrem em operação até dezembro e toda gente os 19 estejam operando até março desde 2013, o que irá reproduzir no sentido de capacidade, para 1,2 milhão a passageiros ao longo de dia.

Também os 18 dos 30 novos trens da SuperVia feitos na Mulata e comprados pelo governo do estado que desembarcaram no interior de Rio já vieram com partes enferrujadas, porquê portas e sistemas com engate. Lá oxigenação teve que ser removida antes dentre as composições entrarem em operação.

Os trens da SuperVia, companhia que opera o serviço a trens urbanos em cima de Rio do que Janeiro, também apresentaram distâncias e desníveis entre o trem e as plataformas, que também tiveram que passar entre obras.

Renovação da malha ferroviária

Sem investimentos em trinta anos, com destino a malha ferroviária atual do Rio do que Janeiro possui 165 trens que circulam em condições precárias, sendo 50 composições dos anos 50 e 60 consideradas obsoletas sobre especialistas. Os passageiros reclamam das filas, dos atrasos, da superlotação e das falhas operacionais.

Em 2009, foram encomendados 30 novos trens à chinesa Changchun Railway Vehicles (CNR) entre 188 milhões do que dólares, com recursos do Banco Cosmopolita para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD). O governo estadual encomendará mais outras 30 composições.

Serão, ao todo, 90 novos trens: os 60 encomendados pelo governo do estado mais os 30 encomendados pela própria SuperVia. Também, 73 composições serão reformadas. Se previsão, segundo o governo, é possuir todas as novas composições em operação na Despensa do Mundo com 2014 e toda em direção a frota completamente renovada até 2015, às vésperas dos Jogos Olímpicos desde 2016.

Compartilhar
Artigo anteriorTrate sua insônia até meio da medicina tradicional chinesaEpoch Times em Portuga
Próximo artigoTreze chineses são presos ao longo de instalarem antenas parabólicas

Deixe uma resposta