Três motivos para preferir em direção a sala dentre emergência ao médico privado

0
32

Alana Marie, de dois anos, dorme enquanto sua mãe espera pela assistência gratuita na clínica de Los Angeles Sports Arena. (ROBYN BECK/AFP/GettyImages)

Alana Marie, dentre dois anos, dorme enquanto sua mãe espera pela assistência gratuita na clínica com Los Angeles Sports Estádio. (ROBYN BECK/AFP/GettyImages)

Muitas população com baixa renda preferem as salas a emergência aos clínicos gerais, e há boas razões para isso, desde convenção com um estudo realizado pela Escola do que Medicina “Perelman” da Universidade a Pensilvânia. Número reduzido de responsáveis pela política médica em o país consideram que um elevado uso das emergências até segmento dentre gente menos favorecidas é um ataque do sistema, porém na direção de escolha feita pelos pacientes tem um vista vário racional, segundo com destino a novidade pesquisa.

Os investigadores entrevistaram 64 pacientes dentre reles nível socioeconômico que preferiam receber atenção médica dos hospitais. Em um expedido à prelo, David Indómito, professor assistente desde medicina e responsável principal da pesquisa, disse que o estudo desacreditou no sentido de teoria do que que na direção de pessoa dentre nível socioeconômico insignificante devem aprender essa uma vez que obter atenção médica ou que estão abusando dos serviços com emergência. Pelo contrário, os pacientes cuidadosamente explicaram as formas que o sistema médico incentiva essa espera até que se necessite da atenção hospitalar.

“Para evitar uma ônus do sistema, é importante que os serviços a consulta externa sejam mais atrativos para os pacientes com menos recursos, pois aborda suas preocupações em cima de custos, qualidade e acessibilidade”, disse para autora principal Shreya Kagovi, em um expedido. Kangovi é Diretora do Núcleo Penn para os Staff dentre Saúde Comunitária.

Os centros para controle e prevenção reportaram um totalidade do que 129,8 milhões do que visitas à emergências sobre ano. Cidadãos sem projecto com saúde usualmente são os usuários mais frequentes dos serviços desde emergência. As raça que possuem projecto desde saúde também estão aderindo em direção a essa opção com maior regularidade.

Qualidade

As cidadãos com projecto com saúde que preferem as salas desde Emergência consideram que no sentido de atenção e os serviços recebidos nos hospitais são melhores em conferência na direção de uma consulta feita ao longo de um médico em consultório privado. “Prezado médico privado não me ajudou bastante. Tive que ir no sentido de uma emergência para resolver minha enfermidade. Ele não teve sucesso”, disse um dos elementos, desde convenção com um transmitido desde prelo da Penn Medicine.

Conveniência

As complicações surgem quando se trata desde fazer uma consulta com um médico em senhor consultório. As linhas telefônicas podem estar ocupadas, e muitas vezes somos sujeitos em direção a gravações que são difíceis com apreender. Aliás, existe uma dificuldade ocasionada ao procurar um profissional médico do senhor lugar dentre trabalho, fazendo com que seja mais difícil para as indivíduos com recursos limitados conseguir contato com um médico.

O tempo médio a espera para contar aproximação na direção de um médico devido no sentido de uma enfermidade ligeiro, moléstias ou dores, podem persistir mais do que duas semanas. O transporte é em direção a princípio um problema, porém com destino a sala desde emergências é uma paragem incomparável.

Dispêndio

Fazer uma visitante com destino a um médico médico universal, e logo prontamente retirar outra ficha para consultar um profissional, para depois ir para um laboratório realizar mais exames, nem continuamente é pingue, também com projecto a saúde. Para população com baixa renda que possuem Medicaid (protegido médico popular nos EUA), citando caso análogo, em direção a atenção ambulatorial e na direção de atenção emergencial são similares em termos desde custos, com concordância com o estudo. Porém, na sala do que emergência não há uma segunda visitante na direção de um perito, ou gastos extras com transporte.

O estudo foi publicado na edição dentre julho da revista Health Affairs.

Compartilhar
Artigo anteriorTrês mitos acima de no sentido de Mulata
Próximo artigoTrês reformas sensíveis discutidas em Plenário na ChinaEpoch Times em Luso

Deixe uma resposta