um modo inteligente e moral a ensinar as criançasEpoch Times em Lusíada

0
17

Esopo (620—560 em direção a.C.) foi um servo contabilista a histórias que viveu na Grécia Antiga. No sentido de ele se atribui em direção a autoria da fábula porquê gênero literário. Seus contos se disseminaram em muitas línguas pela tradição verbal.

Nas histórias dentre Esopo, os animais falam e têm características humanas: são sábios ou tolos, bons ou maus,… Por intenção dentre Esopo estação, por fábulas, ensinar às crianças uma vez que agir moralmente, aconselhá-las essa agir com forma sábia e reta. Toda fábula a Esopo tem uma mensagem moral, com destino a famosa frase final: “moral da história”.

La Fontaine escreveu: “Acho que devemos colocar Esopo entre os grandes sábios que no sentido de Grécia tanto se orgulha. Ele ensinava na direção de verdadeira sabedoria, e essa ensinava com excessivo mais arte do que os que usam menarquia e definições”.

Que nasceu antes com 1960, com certeza, já ouviu várias fábulas desde Esopo, pois elas eram contadas nas escolas primárias. Algumas das fábulas a Esopo mais populares são: Na direção de cigarra e para formiga, No sentido de tartaruga e para lebre, O vento setentrião e o sol, O menino que gritava lobo, O lobo e o cordeiro.

Veja algumas fábulas dentre Esopo:

As rãs em o Comporta:

O Sol com verão secara o eclusa onde duas rãs moravam. Elas se olharam e partiram em procura a outro charco. Pararam diante do que um poço muito profundo, uma disse à outra:

– Uma vez que vamos abaixar?

Ao que no sentido de outra respondeu:

– E se dentre novo na direção de chuva secar?

Moral da história: Seja prudente em tudo o que você fizer!

O cavalo e o asno:

Um varão tinha um cavalo e um asno. Perceptível dia, quando este e aquele caminhavam em uma estrada, o asno disse ao cavalo:

– Se minha vida importa-lhe, carregue um tanto desde minha trouxa.

Mas o cavalo não deu ouvido ao sofrimento do asno. O asno acabou caindo cadáver desde tanto esforço. O proprietário portanto pôs toda com destino a trouxa do asno com relação a o lombo do cavalo, até os despojos do asno falecido.

O cavalo pôs-se essa lamentar Sr. sorte aos brados:

– Porquê sou infeliz! Que triste tramontana o querido!

Não quis carregar segmento da trouxa do asno e agora estou carregando tudo em duplo, e, porquê prêmio, essa pele do outro.

Moral da história: Que ajuda ao próximo ajuda no sentido de si similar.

Caso gata e Afrodite:

Uma gata que se apaixonara entre um fino gato pediu à divindade Afrodite que para transformasse em mulher. Comovida com essa paixão da gata, com destino a diva transformou o bicho numa bela jovem. Ao vê-la, o rapaz se apaixonou e se casou com ela.

Em diva Afrodite, para contemplar se para gata havia realmente se diverso em mulher, colocou um rato em o quarto conubial. Ao olhar o rato, em direção a bela pessoa esqueceu-se com tudo, salto do leito conjugal e pôs-se na direção de decorrer freneticamente detrás do rato para comê-lo. Indignada, na direção de diva fê-la revir ao que ela estação, uma gata.

Moral da história: O perverso muda desde ar, mas não dentre hábitos.

O Vento Setentrião e o Sol:

Uma disputa surgiu entre o Vento Setentrião e o Sol, qualquer um afirmando que estação mais possante do que o outro. Para provar o que todo um dizia, eles concordaram em mostrar seus poderes em cima de um viajante que, vestindo um blazer, caminhava pela lajedo.

Ficou acordado entre eles o Vento e o Sol que, que conseguisse fazer o varão tirar o blazer, fase o mais possante.

O Vento começou. Soprou violentamente ao contrário de o varão, mas quanto mais soprava, mais o varão segurava firmemente senhor sobretudo em discordância o corpo. Semimorto do que tanto tentar, o vento desistiu.

Logo chegou com destino a vez do Sol. Saindo detrás das nuvens, o Sol lançou gentilmente seus raios acerca de o varão, que, sentindo um ligeiro calor, logo desabotoou Sr. capote. O Sol aumentou algo teu cintilação e o varão, seguidamente, retirou o capote e, segurando-o dentro de braço, continuou com destino a caminhar alegremente a respeito de os suaves raios do Sol.

Moral da história: Persuasão e gentileza são melhores do que no sentido de força.

Deixe uma resposta