Uma explicação incomum para as marcas com nascençaEpoch Times em Portuga

0
20

O universo é pleno dentre mistérios que desafiam o nosso conhecimento atual. Em “Além da Ciência”, o Epoch Times coleta histórias em cima de número reduzido de fenômenos estranhos para estimular essa imaginação e terebrar para mente para novas rendimentos. Elas são reais? Você decide.

Uma idosa faleceu na Tailândia desejando reencarnar porquê um menino. Sua filha, mergulhou o dedo na tinta branca e marcou para secção do que trás do pescoço da mulher com para tinta.

Não vário em seguida na direção de morte da idosa, para filha deu à luminescência na direção de um menino com uma marca branca detrás dentre sô pescoço, formalmente com igualdade daquela que estava em o pescoço a sua falecida mãe. Quando o menino começou em direção a falar, passou na direção de pedir as coisas que eram dentre sua avó, porquê se fossem dele.

Um menino tailandês com a marca idêntica àquela que foi feita no pescoço de sua avó pouco depois desta morrer (Screenshot/YouTube)

Um menino tailandês com em direção a marca idêntica àquela que foi feita em o pescoço do que sua avó pouco antes dela sucumbir (Screenshot/YouTube)

Nascente é um dos casos relatados pelo Dr. Jim Tucker da Universidade do que Virgínia nos quais estuda essa possibilidade do que marcas a nascença estarem relacionados com mortes violentas em vidas passadas.

O Dr. Tucker tem oferecido perpetuidade ao trabalho do falecido Dr. Ian Stevenson, que investigou 210 casos a crianças com marcas ou defeitos desde nascença relacionadas na direção de anais que possuíam a vidas passadas.

Leia também:

• Menino dentre 3 anos recorda vida passada, identifica homicida e localiza corpo enterrado

• Gaiato turca recorda vida passada, encontra criminoso e ex-esposa

• Crianças com canhenho com vida passada apresentam estresse pós-traumático

Stevenson conseguiu um relatório do que pós morte em 49 casos. Em 43% dos casos, com destino a ferida e no sentido de marca do que nascença localizavam-se sobre corpo para uma diferença a sobre supremo 10 centímetros quadrados, e muitas estavam substancialmente na mesma localização.

Em algumas culturas, é geral marcar os mortos com imundície ou tinta para sejam reconhecidos quando reencarnarem.

Cá, reunimos pequeno número de exemplos do que marcas dentre nascença relacionadas em direção a canhenho a vidas passadas estudadas em Stevenson.

Um menino nado na Índia sem os dedos da mão direita relembrou que, em sua vida passada, havia sido uma muchacho que havia sumido seus dedos em seguida possuir sua mão presa em uma máquina com incisão do que forragem.

(Screenshot/YouTube)

(Screenshot/YouTube)

Um garoto na Turquia com na direção de ouvido direita malformada lembrou com desfrutar levado um tiro mortal formalmente em lado da carola.

Também, um menino chamado Maha Ram na Índia, pôde reavivar que levou um tiro à queima roupa do que uma espingarda. Ele conseguiu recapitular minudências suficientes com sua vida passada para Stevenson encontrasse o laudo necroscópico do varão que havia reencarnado uma vez que Ram. As marcas com nascença em o peito a Ram correspondem na direção de ferimentos dentre projéctil.

Número reduzido de relatos anedóticos com marcas a nascença desde vidas passadas que não foram verificados são discutidos em um diário virtual diariamente.

Karen Kubicko postou suas fotos com uma marca dentre nascença dentro de pescoço e uma imagem sua mais tardiamente sem com destino a marca. Ela disse que lembrou em 2011 que havia sido, em uma vida passada, uma mulher chamada Helen que foi atingida até uma projéctil prostituta e morreu em 1927.

Se marca seria o lugar onde na direção de projéctil teria atingido, na opinião dela.

Posteriormente reviver do indumentária, no sentido de marca gradativamente desapareceu.

Outra pessoa alega no blogue desde discussão, que possuía uma marca detrás desde sua perna. Ela relembrou que em uma vida passada havia sido mordida até uma ofídio na mesma superfície. Pequeno número de anos em seguida memorar o ocorrido, notou que essa marca havia sumido. Ela alega que não expõe muitas vezes com destino a dimensão, isto posto não se pode culpar o desaparecimento no sentido de elementos externos ou exposição solar.

Deixe uma resposta