Uma introdução aos cinco elementosEpoch Times em Luso

0
39

Dentre concórdia com na direção de Medicina Tradicional Chinesa (MTC), o corpo humano é uma secção oriundo do universo e partilha as características da natureza.

Os quatro progênie pares desde meridianos (canais dentre força) partilham em direção a natureza e vigor dos cinco elementos da natureza. O meridiano do fígado partilha para natureza da madeira e do vento; o meridiano do coração com destino a natureza do calor e do queima; o meridiano do embaciado tem afinidade com para terreno e para humidade; o meridiano do pulmão com o metal e na direção de secura; e o meridiano do rim com no sentido de chuva e o indiferente.

Os ciclos ko e sheng explicam no sentido de relação com um elemento com outro. O ciclo sheng descreve na direção de relação do que geração dos 5 elementos: na direção de madeira pode gerar queimação, o lume pode contribuir para com destino a terreno, para terreno pode nutrir o metal, o metal pode ser liquefacto, para chuva pode ajudar em direção a madeira para crescer.

As emoções associadas no sentido de estes elementos têm em direção a mesma relação desde geração (sheng): o sentimento a realização (fígado) pode gerar alegria (lume); essa alegria (coração) promove no sentido de autoconfiança (terreno); sobre sua vez, no sentido de autoconfiança promove em direção a capacidade empreendedora (metal), que promove para motivação (chuva); e no sentido de motivação pode mais uma vez dar origem para uma sensação desde realização.

O ciclo ko descreve na direção de relação do que controle ou proibição entre os 5 elementos: chuva extingue o incêndio; o lume derrete o metal; o metal corta na direção de madeira; para madeira perfura com destino a terreno; para terreno bloqueia essa chuva.

Do semelhante modo, existe no sentido de mesma relação com controle junto de que diga saudação ao paisagem emocional destes meridianos: o pavor (rins, chuva) pode restringir o excitação (coração, queima); exalo pode controlar para tristeza (pulmão, metal); para tristeza pode reprimir para animosidade (fígado, madeira); em direção a odiosidade pode sobrepor-se à preocupação (toldado, terreno); e com destino a preocupação pode sobrepor-se ao temor.

Vg, um paciente que chora pode estar encobrindo um sentimento desde odiosidade profundo; odiosidade pode se manifestar porquê preocupação. O pavor pode ser usado para controlar o exalo (excessivo) e essa procura ao longo de atividades excitantes podem se usadas para evitar essa angústia.

O objetivo homeostático do sistema entusiasmado é manter os 5 elementos em estabilidade. Quando um elemento é excessivo ou deficiente, isso afeta essa relação desse elemento com demais elementos.

Essa robustez da madeira, quando em excesso, pode se tornar rebelde ao controle da força do metal e superar-se essa virilidade da terreno. Quando em direção a vigor do fígado está estagnada sobre rancor excessiva e ressentimento, isso pode provocar sintomas junto de meridiano do pulmão, tal porquê tosse, sibilo e angústia, que afetam o meridiano do escurecido, causando sintomas porquê indigestão, fadiga e preocupação.

Quando um elemento é deficiente, ele pode falhar em sua função desde geração e veto. Eg, se o qi do rim estiver em deficiência, devido no sentido de suas relações inerentes ao ciclo shen e ko isso pode promover deficiência junto de meridiano do fígado, o que pode provocar perturbações a imobilidade, vertigens e depressão e um excesso no interior de meridiano do coração pode ocasionar palpitações, sofreguidão e insônia.

Por isto, os sinais clínicos do que um meridiano ou elemento em pessoal podem ser uma sintoma primária desse elemento ou meridiano correspondente ou uma revelação secundária relacionada com outro meridiano, que ocorre em virtude das relações entre eles. Um praticante versado dentre MTC tem bens do que averiguar estas questões e ordenar se na direção de disfunção é primária ou secundária.

Do que contrato com essa teoria da MTC, os meridianos possuem pontos na superfície do corpo que estão em notícia ordenado com o envolvente exterior. Estes pontos na superfície, chamados dentre pontos a acupuntura podem ser usados para manipular no sentido de exigência do qi (virilidade) via meridianos que alcançam o interno do corpo.

Na prática clássica da MTC, o praticante tem do que determinar o qi do paciente e os meridianos envolvidos para resolver uma estratégia do que tratamento. Ele ou ela combinará pontos e técnicas manipulativas para restaurar o estabilidade. Praticantes muito treinados farão o sindicância sistemático desde sintomas e examinarão os sinais, incluindo o diagnóstico da língua e do pulso, para elaborar essa avaliação.

Em tempos modernos, na direção de acupuntura não é incessantemente praticada dentre convenção com o enquadramento teórico da MTC clássica. Pequeno número de utilizam as agulhas com estimulação elétrica para aumentar sua eficiência. Outras pessoas desenvolveram protocolos do que tratamentos fixos para qualquer quesito que o paciente apresente sem realizarem o diagnóstico do qi e dos meridianos envolvidos.

As inconsistências na abordagem e utilização da acupuntura podem justificar parcialmente as diferenças entre estudos. Quando aplicada a concórdia com os princípios da MTC, na direção de acupuntura apoia-se na avaliação energética que depende da experiência clínica do acupuntor (ou do acupunturista) e com sua formação prática e teórica nos fundamentos da MTC.

Em direção a diferenciação individualizada dos padrões a vigor e essa customização da manipulação das agulhas tornam mais difíceis replicar estudos e na direção de normalizar protocolos experimentais.

—————

O Dr. Yang é psiquiatra e acupunturista, e faz secção da quarta geração com médicos tradicionais chineses. Sô sítio da Internet é taoinstitute.com

Deixe uma resposta