Uma visão mais consciente em relação a em direção a síndrome do pânicoEpoch Times em Lusitano

Essa síndrome do terror ou transtorno do temor é um dos distúrbios a saúde que tem estado em voga ultimamente.

Muitas raça têm sofrido com o transtorno do fobia, e os tratamentos médicos têm tido resultados positivos com algumas delas. Mas, também têm tido pouco ou nenhum resultado com outras, e isso parece trazer relação com o ignorância desde pequeno número de aspectos essenciais e das prováveis causas subjacentes desse distúrbio ao longo de secção dos médicos e do que mais profissionais da saúde.

Uma crise desde fobia se caracteriza até um conjunto a estados e sintomas relativos ao susto agudo, que surgem dentre forma súbita e intensa, deixando para pessoa com na direção de sensação eminente do que colapso, do que morte, do que desespero e com falta desde autocontrole.

Interiormente, em cima de início desde uma crise a fobia, com destino a pessoa tende para entrar em estado desde alerta, devido em direção a pensamentos do que terror e com perda do autocontrole. Ao mesmo tempo, ocorre um aumento brusco da produção a adrenalina, da constância respiratória e cardíaca e mais, que podem ir associados em direção a tremores, boca seca, tontura, mãos frias ou formigando, hiper-suor, pressão subida, pressão sobre peito, dor nas reverso, entre outras pessoas sintomas.

Caso lascar desse momento e nessa quesito, essa pessoa já está apresentando um temor profundo e intenso do que trazer um erradamente inesperado, um colapso, até desde fenecer, e torna-se extremamente ansiosa, agitada, ansiando entre uma ajuda competente, com premência a espaço vasto e livre, dentre espaço puro e do que um envolvente tranquilo e assegurado.

Verdade seja dita, os sintomas podem variar do que pessoa para pessoa, tanto na forma quanto na intensidade, mas, em universal, apresentam essas características.

Depois do que testar esses estados durante uma crise inicial, essa pessoa tende na direção de se apavorar e descobrir que está com alguma doença grave, que em direção a qualquer hora pode levá-la no sentido de um colapso e isso se transforma numa instabilidade narração, que passa na direção de deixá-la preocupada, ansiosa e até deprimida, coisas que podem se tornar gatilhos para novas crises agudas desde amedrontamento.

Quando essas crises se tornam recorrentes, caracteriza-se na direção de síndrome do pavor ou o transtorno do fobia.

Tratamentos convencionais

Os médicos e psiquiatras tendem em direção a lidar o transtorno do amedrontamento com antidepressivos e ansiolíticos (calmantes), a fim de que no sentido de sensação a muito-estar e a calma possam promover uma novidade segurança e autoconfiança na pessoa, auxiliando-para com destino a enfrentar seus temores e ansiedades ao longo do tempo.

Em psicoterapia também tem sido indicada porquê forma dentre tornar na direção de pessoa mais consciente com seus estados interiores (estresse, tensão, preocupações) que podem estar na apoio com suas crises e também a fim de que isto desenvolva novas formas dentre mourejar com as situações que lhe parecem desfavoráveis.

Causas e características

Antes dentre tudo, precisamos escutar que em direção a síndrome do fobia é um estado emocional ou do espírito que tem intensas somatizações; quer dizer: na direção de prevalência, senão no sentido de totalidade dos sintomas físicos que no sentido de pessoa experimenta (taquicardia, aperto em cima de peito, tontura, formigamento no interior de peito ou nas extremidades) são o resultado a estados psicológicos intensos e não doenças ou distúrbios que têm origem em más funções orgânicas verdadeiras.

Ou por outra, é preciso saber que com destino a síndrome do terror não é um estado definitivo, uma situação sem tratamento. Pelo contrário, muitas gente se compreenderam e amadureceram depois dentre viverem na direção de síndrome do pavor até um tempo em suas vidas e hoje encontram-se inteiramente saudáveis, lidando dentre forma ainda mais competente com para vida e com os problemas do que antes desde terem tido o fobia, e sem precisar do que quaisquer remédios.

É evidente que existem população que tendo vivido situações bastante traumáticas (guerras, acidentes graves, ameaças mortais, catástrofes, torturas) têm excessivo mais dificuldades em remediar-se; mas zero é improvável, e até igual essas, com um tratamento humano, interdisciplinar e bastante inteligente podem desfrutar essa probabilidade a sarar-se.

Os perfis psicológicos mais comuns que podem desenvolver essa síndrome do terror são: as indivíduos que são educadas e polidas demais e estão, aparentemente, continuamente alegres; os que não sabem manifestar não e colocar limites aos mais; os inseguros, medrosos e os que temem essa exposição social; os hipocondríacos; os que tiveram experiências excessivo traumáticas ou abusivas; os que estão sob possante ameaço com perder essa vida (com doenças graves, ou ameaçados com morte); os que temem vário pelos entes queridos (e temem arrefecer repentinamente e deixá-los), e outras pessoas casos, onde as pressões e conflitos interiores são grandes e no sentido de frase dos mesmos é quase nula.

Porém, o que, do que roupa, produz ou dá origem ao transtorno do temor?

Uma especialidade das gente que apresentam o fobia são as somatizações. Mas, entre quê?

Na prática, uma das características mais fundamentais dessas gente é com destino a inexpressão eficiente dos pensamentos, sentimentos e ansiedades. Isto é: as indivíduos que têm em direção a síndrome do terror não costumam expor ou expressar seus sentimentos, preocupações ou ansiedades desde forma ocasião e plena. Elas, comumente, desejam manter uma ar do que tranquilidade, segurança e muito-estar, similar que interiormente estejam vivendo torturas mentais e emocionais. Em restantes casos, semelhante que correntemente com destino a pessoa expresse seus pensamentos e sentimentos com certa fluidez, ela pode estar mostrando através de uma situação diverso peculiar, que para impossibilita desde transfixar-se interiormente para expressar suas preocupações, tensões e problemas.

Em os dois os casos, o pingo chave parece ser na direção de contenção, o represamento da sentença dos sentimentos, pensamentos e conflitos interiores, o que acaba gerando as somatizações e os sintomas físicos.

A humanidade os sentimentos e emoções provocam alterações orgânicas, positivas (sensação a muito-estar, leveza, relaxamento muscular, pressão arterial inabalável, ordenação, vigor, saúde) ou negativas (elevação ou subtracção excessiva da pressão arterial, produção excessiva com adrenalina, contrações musculares, hipofuncionamento glandular, hiperexcitação orgânica).

Numa pessoa que tem preocupações crônicas, ansiedades e temores contínuos, cuja mente constantemente está remoendo seus conflitos, as alterações em o energia do corpo se tornam crônicas e podem se impulsionar com o tempo. Isso marcha tornando o Sr. estabilidade fisiológico mais instável ao longo do tempo.

Com intenção de uma pessoa tenha para síndrome do fobia, os acúmulos das tensões e o aumento das situações com vexame, dentre angústia e com terror começam essa chegar num nível onde no sentido de falta a solução dos conflitos ou a desabafo e descarga a suas tensões interferem numeroso intensamente na fisiologia orgânica, sobrecarregando ainda mais os órgãos e estruturas com fortes tensões.

Num determinado momento, as tensões crônicas acumuladas e as tentativas a sofrear suas necessidades a desabafo e do que descargas emocionais chegam em direção a um nível difícil a suportar pela pessoa; nesse região as tensões terão que trespassar e se descarregar desde qualquer modo, e, logo, vêm as crises somáticas intensas: tonturas, suor excessiva, dores sobre peito, hipertensão, formigamento pelo corpo e outras. Vamos ilustrar na direção de situação:

Muitas vezes, nós passamos ao longo de momentos onde as situações exteriores dentre nossa vida são diferente delicadas, decisivas, desde enorme pressão, ou estamos mostrando ao longo de tremendos conflitos, situações terríveis e não podemos nos furar com ninguém, ou igual sentindo que não podemos racontar com ninguém. Exempli gratia: as ameaças que com destino a amante vem fazendo com racontar o senhor caso para para esposa do marido; uma pessoa puro que está sendo acusada desde roubo e assassínio e pode, em breve, ir para em direção a prisão; uma rapariga que é abusada pelo padrasto e sofre ameaças desde morte para não relatar zero à mãe; um empresário que se sente esmagado pela responsabilidade da vida a milhares com funcionários, quando sabe que está falindo.

Mas, temos que continuar com nossas vidas cotidianas, mantendo um claro conduta normal e socialmente adequado. Porém, junto de entranhas, estamos angustiados, apavorados, tensos, com tremenda tristeza ou sentindo-nos incapazes com suportar em direção a situação sobre mais tempo.

Nessa situação, vamos ficando todo vez mais tensos, com em direção a mente acelerada, acumulando e acumulando sentimentos. Nossa mente se torna extremamente agitada, ansiosa, e, de vez em quando até caótica e meio aturdida.

Porquê estamos com para nossa mente voltada quase que exclusivamente para em direção a solução desses conflitos internos, ficamos menos atentos ao mundo, menos sensíveis e até alguma coisa atordoados, devido essa tantos pensamentos e sentimentos confusos.

Porém, quando estamos com os outrem, em meio essa situações sociais ou familiares, temos que fazer uma força tremenda para não deixarmos transparecer nossas dores, medos e profundas angústias, mas não conseguimos distanciar-nos completamente dentre nossos intensos conflitos interiores. Mas, na direção de exposição e o contato humano exigem buraco e frase dos sentimentos e pensamentos das seres a fim de que se configurem as relações.

Com essa partilha do que forças e o esforço enorme para estar dentro de meio dos outrem, mantendo uma semblante do que muito-estar, cria-se mais um conflito e na direção de nossa tensão psíquica leva aumentando, alterando ainda mais as tensões em nossos órgãos e estruturas. Daí começamos para sentir pressão dentro de peito, dor com ventre, gasganete fechada, tontura, suor, mãos frias e quando nos damos conta estamos mostrando realmente defeituosamente.

Nada obstante tentamos deter as coisas, o que só faz aumentar as pressões internas até o sinal que estamos entre explodir. Portanto, começa no sentido de sensação com ilegalmente estar profundo, do que colapso eminente, para premência desde transpor em direção a qualquer momento do envolvente e buscar consolação, respirar, abancar e deixar-se ir. Porquê em direção a massa das população não tem consciência efetiva desse processo interno, quando os estados internos alterados chegam ao vértice, vem um profundo temor desde que se esteja tendo um erradamente inopinado, um colapso, um um pouco incógnito que pode levar à nossa morte. Aqui tendes na direção de crise desde temor.

O que fazer e uma vez que manter em direção a síndrome do susto

Muitas população têm uma noção superficial das causas da síndrome do temor, através de não observarem e nem conhecerem com maior profundidade em direção a mente humana, e, assim, dizem que as crises ocorrem sem motivo aparente ou que podem ser resultado com desequilíbrios nos neurotransmissores ou até devido na direção de fatores hereditários. Mas, isso é um miragem que ocorre devido à visão materialista, mecânica e fragmentada da ciência moderna, que atribui tudo aos componentes físicos (hormônios, neurotransmissores, genes etc), sem enxergar as profundas e determinantes implicações da mente humana no interior de organização. As relações entre essa psique e o corpo são totais, imediatas e indissociáveis.

Nós não somos absolutos em não concordar que componentes físicos e orgânicos possam desestabilizar essa mente. Sabemos que, a título de exemplo, as crises hipoglicêmicas, algumas alterações hormonais e certas deficiências em neurotransmissores podem ocasionar medos intensos, ansiedades e mais distúrbios mentais e com idiossincrasia. Porém, todas essas coisas têm suas especificidades, podendo ser tratadas com critério e não devem ser confundidas com as raízes psicológicas que estão sobre trás dos incontável distúrbios psicossomáticos, tais uma vez que o que conhecemos porquê para síndrome do fobia.

É triste vermos profissionais da saúde não se interessando e nem interagindo com em direção a pessoa que está em sua frente: disso resultado com destino a insipiência do que ocorre com ela e dos motivos reais com sô distúrbio, o que comumente impossibilita o tratamento correto e essa sua trato.

Posto isto, diversos profissionais unicamente receitam remédios ou métodos que acalmam, refreiam ou entorpecem as raça, restringindo essa sua superfície, sem dar-lhes um auxílio real e curativo. Mas, o uso só desde remédios não trato as raça.

As métodos muito sucedidas em cima de tratamento da síndrome do amedrontamento são aquelas que transmitem crédito humana, segurança e sentido do que orientação sólida e harmónico. E, junto com isso, são as que trazem consciência à pessoa – revelando suas posturas e conflitos internos -, que na direção de ajudam no sentido de saber-se, essa apreender-se, essa educar-se e desenvolver-se psicologicamente, tornando-na direção de madura e competente para mourejar com as diversas situações da vida e, também, com alguma situação momentânea especial e difícil.

Um psicoterapeuta ou uma psicóloga competentes e humanos são ótimos profissionais para isso processo. Eles têm dentre dispor interesse genuíno pelo paciente e serem sinceros para facilitar em cima de menor tempo provável o sazão do tipo e no sentido de sua tratamento.

De modo igual, um doutor floral ou um físico corporal experientes, que compreendam os conteúdos psicológicos e as somatizações, podem ser fundamentais para no sentido de tratamento da pessoa. Na direção de terapia floral é um recurso magnífico para essa subtracção das ansiedades, para o autognose, para com destino a rescisão do que padrões psicológicos negativos e o maduração espiritual nesse processo. E essa psicossomática pode ajudar com destino a revelar rapidamente os padrões desde inexpressão oral e as somatizações associadas.

Diversos demais recursos naturais podem ser utilizados com óptimo proveito para o auxílio da estabilização do sujeito durante o tratamento da síndrome do temor: as ervas medicinais, no sentido de acupuntura, com destino a homeopatia, as massagens terapêuticas e mais.

Porém, em todas as pessoas eles é preciso desfrutar humanidade, interesse pelo pessoa, identificação de uma pessoa com outra, escora, coordenação e integridade, com intenção de assim estabeleça-se uma crédito mútua e uma possibilidade dentre caminho dentre recuperação saudável.

Antes desde qualquer técnica, droga ou terapia, o guarida humano é ainda o melhor remédio: com somente um toque dentre humanidade, verdadeira e amorosa, é verosímil dissolver grandes conflitos, dores e males, que talvez os remédios levem anos para resolver.

Alberto Fiaschitello é físico naturalista e investigador social

Deixe uma resposta