Vinhos para Fondue

0
63

Tanto na versão que era habitual naqueles tempos, em que se mergulhavam pedaços de carne num pote de óleo quente, mas também em versões mais modernas (por cá) como a Fondue de queijo e a de chocolate.

A Fondue teve origem na Suíça em pleno século XIX, tornando-se moda no país inteiro somente a partir de 1930. O seu nome (francês), vem do verbo fondre, que significa derreter ou fundir. E aí está o que é a Fondue: mergulhar pedaços de pão em queijo derretido. Devo acrescentar que este “molho” de queijo derretido leva na sua confecção vinho Branco, mas já lá vamos.

A verdadeira Fondue é portanto a de queijo, mas talvez por cá, estejamos mais habituados a consumir outras versões, como a Fondue de carne originária de França, ou a Fondue de chocolate, em que pedaços de fruta são banhados em chocolate derretido, recriação norte americana.

Independentemente da versão que preferir, a Fondue é uma receita para ser sobretudo apreciada no inverno, no calor do lar, é um prato reconfortante e para ser partilhado com a família e amigos, de forma casual, ou se preferir, de forma mais íntima, a dois. Neste ultimo caso, recomendo a Fondue de chocolate.

Vinhos para Fondue Salgados

Vamos lá falar de vinhos para Fondues “salgadas”! Já aqui disse que para fazer a Fondue de queijo precisa de vinho Branco, por enquanto, deixo aqui uma breve nota, voltarei a este tema em breve, mas tenho a dizer que “vinho para cozinhar” não existe! Deve usar para cozinhar exatamente o mesmo vinho que está em cima da mesa de refeições e que você bebe, portanto, comprar “vinho para cozinhar” é uma expressão que não faz sentido. A qualidade do prato é o reflexo da qualidade dos seus ingredientes, vinho incluindo!

Hoje além do pão, pode e deve utilizar legumes, cogumelos, etc. E como o segredo está no molho (queijo = gordura), para esta Fondue a escolha do vinho é igualmente para Branco. Um vinho que pode ser da Beira Interior, de Bucelas ou da região dos Vinhos Verdes, isto é, vinhos com acidez marcante. Se preferir vinhos Brancos mono-casta, um Alvarinho, Verdelho ou Viognier.

Para a Fondue de carne (novilho), habitualmente acompanha uma serie de molhos, como molho Tártaro, Americano, de ervas, etc., logo um vinho Tinto, jovem e frutado, com muito pouca ou praticamente sem evidência de madeira, pois esta não iria combinar bem com os molhos, quase todos à base de maionese.

Vinhos mono-casta como os de Alfrocheiro, Petit Verdot ou de Castelão, são opções a considerar. Se quiser ser aventuroso, opte por um Espumante Natural Bruto, datado e/ou Rosé. A acidez natural destes vinhos é um ótimo aliado da fritura e dos molhos.

Teresa Gomes
(Sommelier OUT OF THE BOTTLE)

Compartilhar
Artigo anteriorVida de princesa em Nova Iorque
Próximo artigoVisuais de réveillon low cost

Deixe uma resposta