Você é o que é, muito pelos professores de educação física que teve na vida

0
89

Como a Educação Física e o esporte universitário podem ser fatores determinantes na formação do aluno no futuro


educacaofisica_corte

Por Pedro Cunácia

Já foi mais do que comprovado que a atividade física é fonte preciosa para a saúde de todos. Além de combater com doenças, ela contribui para melhoria nos ossos, articulações e músculos. Praticar exercícios é sinônimo de bem estar para sua vida toda. Porém, outra discussão merece ser feita:

A Educação Física é importante também para a formação do aluno no futuro?

Óbvio! Pois então, nosso objetivo nessa matéria é provar que ela pode influenciar no crescimento do ser humano, desde quando pequeno nas escolas até nos agitados jogos universitários. Até porque, também, essa matéria foi feita por um ativo aluno Mackenzista.

Quando menores, entramos em contato direto com aulas de Educação Física nas escolas e atividades esportivas que escolhemos, como vôlei, basquete, futebol, entre outros esportes. Nessa idade, o objetivo principal é passar por todos eles e ver com qual criamos identificação e gosto. Porém, mesmo assim, já aprendemos muito. Claro, que quando menores, o último objetivo dos treinadores é ensinar o aluno a ser competitivo ou criar um espírito de guerra, mas ser uma diversão para os praticantes. Entretanto, ela já começa a influenciar na formação pessoal. O simples fato de saber perder ou ganhar, solidariedade com o próximo e saber praticar o esporte em grupo já são fatores que a Educação Física proporciona logo nessa idade.


Veja mais sobre atividade Fisica

Vitamina D estimula o exercício corporal dos idosos

População supra dos 18 anos deve praticar exercícios físicos diariamente, recomenda OMS

Atividade física consciente


Professor de Ginástica Olímpica no Colégio Marista Arquidiocesano, Ivan Osses conta que o modo como você ensina o esporte para a criança é fundamental para a maneira que ela vai conduzir isso futuramente. “A atividade física nas escolas é o primeiro contato que o aluno tem com o esporte. Nossa função é ensinar para eles o espírito correto do esporte e não tornar as coisas mais complicadas nessa fase. Mostrar para eles o quanto o esporte faz bem para saúde e para a vida do aluno”.

Quando chegamos ao Ensino Médio e depois ingressamos para as universidades, a Educação Física continua com sua importância para vida adulta. O lado competitivo se torna muito mais intenso, mas o respeito e o espírito do esporte têm que prevalecer.

É o que explica o professor universitário de futsal e futebol de campo, Thiago Del Monte: “A importância de o esporte universitário ser orientado por profissionais da Educação Física e do Esporte está nas instruções de treinamentos, respeito a regras, organização dos eventos e, principalmente, o desenvolvimento esportivo/físico dos alunos e atletas serem corretos. Processo de formação das equipes, lesões e desmotivação também são fatores que existem nesse período universitário e que o aluno tem que aprender a conviver. Os famosos jogos entre faculdades também dão aos alunos uma mistura de pressão, ansiedade e emoção que podem ser importantes para futura vida profissional. Além disso, o esporte nas faculdades pode ser uma boa saída para evitar o desgaste físico e mental de momentos do ano acadêmico”. Toda essa mistura de sentimentos e aprendizados, você leva para sempre, concluiu Thiago.

Portanto, professor de Educação Física, a formação da nova geração começa desde cedo, nos primeiros contatos com a prática esportiva. Ela segue inclusive nos jogos universitários e continua gerando frutos na formação profissional do aluno. Os ensinamentos da Educação Física são para vida toda.

Artigo original tirado do Portal da Educação Fisica

Deixe uma resposta