Efeitos colaterais do Paracetamol

0
169
O paracetamol
Fármaco utilizado para o tratamento da dor o paracetamol é considerado um medicamento analgésico sem no entanto propriedades anti-inflamatórias significantes. O paracetamol age por bloqueio da cascata do ácido araquidônico impedindo com isto a produção de prostaglandinas mediadores de várias manifestações inflamatórias tais como do surgimento da dor.

O paracetamol é geralmente utilizado para o tratamento de gripes e de resfriados sendo que as doses recomendadas são consideradas bastante seguras. Casos de superdosagem não são comuns no entanto deve-se ter atenção ao uso do fármaco assim como com interações medicamentosas.

O paracetamol difere de analgésicos opioides pois não provoca euforia nem outro tipo de mudança de humor. Da mesma forma que não provoca dependência crises de abstinência ou tolerância ao medicamento. O paracetamol é um pó branco cristalino facilmente solúvel em água. O produto foi pela primeira vez comercializado no ano de 1955 para alívio de dor e febre de crianças. Atualmente o paracetamol ainda é muito utilizado com a mesma finalidade.

Deve-se ter atenção à pratica de automedicação sendo que somente um profissional está apto a determinar as opções de tratamento e a melhor alternativa para cada caso. Não faça uso do paracetamol sem indicação médica pois assim como outros fármacos o uso indevido pode gerar uma série de problemas tais como interações medicamentosas perigosas.

Quando é indicado?

O paracetamol é um medicamento encontrado em forma de comprimidos xaropes injeções gotas ou cápsulas que pode ser usado por crianças e adultos. O comprimido é indicado para o alívio de dores leves e moderadas especialmente no caso daquelas provocadas por resfriados ou gripes comuns. Dores de cabeça dores de dente dores relacionadas à artrite dores nas costas cólicas e febres podem ser tratadas com paracetamol.

No caso das gotas o medicamento é indicado para o alívio temporário de dores leves ou moderadas da mesma forma que a opção em comprimidos podendo ainda ser uma alternativa para possíveis reações depois de uma vacina. As opções em xarope cápsula e injeção são também efetivas e possuem a mesma finalidade das outras dependendo o uso da intensidade da condição a se tratar e do estado do paciente assim como de sua idade.

O medicamento possui contraindicações e as mesmas devem ser levadas em conta para evitar problemas de saúde. Além disto pode ser perigosa a interação medicamentosa do paracetamol com outros fármacos assim como a interação do paracetamol e do consumo alcoólico em excesso.

Como funciona?

O paracetamol é um fármaco que atua por meio da inibição da cascata do ácido araquidônico. Com isto ele impede a produção de protaglandinas mediadores pró-inflamatórios responsáveis pelo surgimento de reações anti-inflamatórias como a sensação de dor.

Os comprimidos podem ser tomados por crianças com mais de 12 anos e por adultos. A dose nestes casos recomendada é de 500 a 1000 mg/dose com intervalos de 4 a 6 horas. Recomenda-se não ultrapassar 4 gramas em apenas 24 horas. Os comprimidos podem ser tomados de 3 a 5 vezes ao dia.

As gotas podem ser tomadas também de 3 a 5 vezes por dia totalizando mais ou menos 55 gotas a cada administração. O indicado é uma gota por kg com isto crianças de 10 anos por exemplo devem tomar 10 gotas.

Efeitos colaterais do paracetamol

O paracetamol pode levar ao desenvolvimento de efeitos colaterais sendo a hepatotoxicidade o mais perigoso e temido efeito. Pode haver reação de hipersensibilidade ao produto provocando por exemplo erupções cutâneas eritema pigmentar fixo urticária broncoespasmo choque anafilático e angioedema por exemplo.

Outras reações possíveis quando do uso do paracetamol são icterícia lesões na pele e febre urina escura hipoglicemia e discracias sanguíneas. O uso diário de paracetamol pode levar também a um aumento na pressão principalmente no sexo feminino. É muito importante consultar um médico antes de dar início ao uso de qualquer medicamento visto que o uso incorreto de certos fármacos pode piorar uma situação e ainda mascarar outra mais preocupante. Além disto a interação medicamentosa pode também trazer uma série de problemas por isso é fundamental conversar com um profissional antes de dar início ao uso de qualquer fármaco.

 

Riscos e contraindicações

O paracetamol não deve ser usado por pessoas que tenham hipersensibilidade ao produto ou a qualquer um dos componentes de sua fórmula. Além disto não é indicado o seu uso durante a gravidez a menos que um médico o indique.

Usuários de bebidas alcoólicas podem ficar mais predispostos a doenças no fígado quando do uso do medicamento e do hábito de beber. Pessoas com asma com doenças no fígado ou com disfunções renais não devem utilizar o paracetamol para tratamento da dor.

O paracetamol também não deve ser usado por mulheres lactantes a não ser que seja indicado pelo médico. Caso ocorra superdosagem do produto um médico deve ser imediatamente consultado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here