Órgão da ONU divulga relatório que associa atividade física e IDH

0
37

Segundo o professor da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP, Edison Manoel, o PNUD aproveitou a década de megaeventos esportivos no Brasil para agregar valor ao Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Para isso, o órgão avaliou o impacto das atividades físicas nesse indicador.

Ele comenta que o relatório segue a lógica do valor intrínseco da atividade física. Na área educacional, a pesquisa assenta o conceito de escola ativa para valorizar o movimento dos alunos e promover o exercício. Além disso, o estudo trata de questões de políticas públicas no sentido de ampliar o acesso a equipamentos pelos cidadãos.

Há também a preocupação dos recursos voltados ao esporte, que, para Edison, são muito concentrados nos atletas de alto rendimento e precisam ser mais capilarizados pela sociedade em geral.

Para conferir o relatório completo, acesse o site da pesquisa.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.