Soja preta é melhor que amarela em combate a envelhecimento, quê pesquisaEpoch Times em Lusíada

0
50

Quando se fala em soja, logo se pensa em cima de grão amarelo. Poucos sabem, porém, que em direção a soja preta tem as mesmas qualidades nutricionais, além do que apresentar o duplo do que atividade antioxidante e prevenir no sentido de degeneração das células. Estas características se mantêm semelhante depois do decocção, segundo o estudo da engenheira do que provisões Diana Figueiredo desde Rezende, da Faculdade com Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP.

Em direção a maior quantidade do que compostos fenólicos e flavonóides e essa presença dentre antocianinas na soja preta são responsáveis pelas propriedades diferenciadas em relação à amarela. Isto porque as substâncias são responsáveis através de evitar reações com oxigenação a moléculas que podem açodar o processo do que morte celular, quer dizer, são antioxidantes. Ao provar com destino a relação entre compostos fenólicos, flavonóides e antocianinas com para antioxidação, essa pesquisa indicou que, em média, essa soja preta apresenta o duplo desta capacidade. O decocção do que um e outro os tipos gerou uma perda igual desde compostos fenólicos totais, desde por volta de 40%.

As antocianinas contém um pigmento que marcha do vermelho ao azul e, assim sendo, são encontradas nomeadamente em vitualhas destas tonalidades. Elas fazem secção do grupo dos flavonóides, compostos desde origem vegetal não produzidos pelo corpo humano. As antocioninas são o principal fator distintivo entre as duas sojas, visto que é unicamente encontrada na preta. Além disto, Diana identificou os dois tipos desta substância encontrados na soja preta: cianidina-3-O-glicosídeo e em direção a peonidina-3-O-glicosídeo.

Por qualidade nutricional das duas variedades também foi analisada. Resíduos minerais, lipídeos, proteínas e carboidratos totais foram mensurados nos dois grãos. Nisto quesito, o estudo constatou no sentido de correspondência da porcentagem destas substâncias, ou melhor, no sentido de mesma constituição centesimal. Diante disto, ela garante “poderá ter uma préstimo tecnológica homogêneo e, talvez, pai benefícios à saúde”.

Para prometer que características do solo não interferissem em cima de resultado do estudo, foram analisados grãos desde uma mesma região. “Tomou-se essa prevenção a que todas as amostras fossem provenientes da mesma colecta e que tivessem as mesmas condições dentre cultivo”, explica Diana. Na direção de pesquisa da FCF também buscou apreender se havia diferença na volume a 100 grãos desde todo espécie e em seus teores a compostos da adiposidade, os ácidos graxos. Isto porque “o óleo com soja tem grande influência econômica e mercantil”. Nenhum destes indicadores variou a um tipo para o outro.

Na direção de engenheira decidiu inquirir o tema, pois segundo ela, “havia relativamente magra pesquisa com soja preta, em confrontação com os abundante fadário publicados acima de soja amarela”. Provavelmente devido à raridade dentro de mercado, no sentido de reportagem da AUN constatou que para soja preta pode chegar em direção a custar três vezes o preço do grão generalidade. Diante disto, o estudo pode propiciar um novo nicho com negócio para pequenos produtores. Sua dissertação do que mestrado Estudo comparativo com características físico-químicas e nutricionais da soja preta e amarela foi orientada pela normalista Ursula Maria Lanfer Marquez.

Isso teor foi originalmente publicado na Sucursal USP

LEAVE A REPLY